Senegaleses mostram sua cultura em comemoração na capital

Publicada em 09.11.2017


Fotos: Mariana da Rosa
Idosos do Asilo Padre Cacique prestigiaram o encontro

 Cerca de 1.200 senegaleses moram em Porto Alegre (RS). Devido a grande quantidade de imigrantes do Senegal na cidade, a tradição cultural do país foi comemorada na quarta-feira (08/11), com a presença de moradores do Asilo Padre Cacique. O convite para os idosos conhecerem a comunidade localizada no bairro Floresta, faz parte da tradicional celebração religiosa Grande Magal de Touba (Grande Festa de Touba). - Queremos oferecer nossos alimentos típicos em troca de receptividade que recebemos quando chegamos em Porto Alegre. Também mostramos como é a nossa comemoração ao Grande Magal de Touba. Nossa festa quer aproximar os moradores da cidade e mostrar humanidade, pois somos de outro país e outro continente, temos uma cultura e uma educação diferente, mas isso não pode ser uma barreira entre nós. Somos seres humanos na Terra e somos pessoas de paz – destacou o organizador do evento, Mor Ndiaye, que mora há dez anos no estado. Encantada com a festa senegalesa, a idosa Maria Machado, de 78 anos, afirmou que não imaginava que existisse uma comemoração como esta. - Gostei muito da festa deles, nunca tinha visto e me surpreendeu pela cultura e pela tradição deles, que é bem forte entre eles. É um bom evento para pensarmos sobre questões como igualdade – relatou Maria Machado. Senegaleses espalhados por todo o mundo realizam os festejos no mesmo dia: é o 18º dia do calendário lunar, que corresponde à data da partida do líder religioso Cheikh Ahmadou Bamba Mbacké para o exílio, em 1895. É o principal evento religioso do Senegal, uma celebração onde peregrinos vão até a Grande Mesquita reafirmar seu compromisso com a confraria fundada por Ahmadou Bamba. Os fiéis esperam durante horas para poder se aproximar do mausoléu de Bamba e dos seus descendentes. O Magal permite também aos fiéis encontrar os seus chefes espirituais, que dão conselhos para o ano vindouro.  Redação: Mariana da Rosa e Francine Malessa Coordenação: Marcelo Matusiak


Fonte: Play Press Assessoria de Imprensa